Neurociência compreende processos mentais e auxilia na inclusão de estudantes com deficiência

A neurociência é um campo do conhecimento interessado em estabelecer as relações existentes entre o funcionamento do Sistema Nervoso Central (SNC) e as funções cognitivas e comportamentais.

O estudo da neurociência tem como objetivo compreender a estrutura e o funcionamento do cérebro e através disso destacar como ocorrem as atividades cognitivas como o pensamento, linguagem e a memória, como explica a pedagoga e professora da Horus Faculdades Simone Spier Juwer.


Para a educação especial, a neurociência ajuda a compreender os processos de ensino aprendizagem dos estudantes em suas especificidades da deficiência e/ou dificuldades. “No processo de inclusão a neurociência busca compreender os processos mentais e suas implicações na aprendizagem, além de saber utilizar algumas estratégias que possam contribuir para prática pedagógica na sala de aula, atuando junto aos estudantes com deficiência no processo de inclusão”, comenta.

Simone destaca que a aprendizagem constitui uma transformação permanente. Nesse contexto, é preciso compreender que em nossa prática docente tem ainda muito a melhorar, e é preiso de cada vez mais profissionais capacitados no ramo para entender o aluno como um todo. “Destaca-se que o estudo da neurociência irá contribuir para melhorar sua prática pedagógica no contexto de sala de aula”.

Os estudos da pós graduação em Neurociência e Educação Especial Inclusiva dar-se-ão através da compreensão de questões que possuem implicação direta com a atualização de práticas e técnicas voltadas para o potencial do neurodesenvolvimento. “Também se destaca na identificação das alterações no processo e a atuação do especialista na função dos estímulos cognitivos, afetivos e sociais”, completou a pedagoga.


A Horus faculdades oferece a pós graduação em Neurociência e Educação Especial Inclusiva. Inscrições já estão abertas.





Recentes