Projeto Ecossistemas: Alunos apresentam startups

Na quinta-feira, dia 01 de julho, na Horus Faculdades aconteceu as apresentações das Startups do Curso de Sistemas de Informação. O projeto foi desenvolvido durante o primeiro semestre contemplando a disciplina de Ecossistemas de Informação. O objetivo do projeto foi desafiar os alunos a buscar soluções que contribuam com a sociedade e também despertar nos acadêmicos o espírito empreendedor e inovador.

Para tal objetivo ser alcançado, o projeto foi organizado e conduzido pelo Professor Ricardo Hendges onde foi elaborado em várias etapas trazendo conhecimento de como montar uma startup. Deste modo, os acadêmicos foram divididos em grupos, os quais apresentaram soluções para problemas do cotidiano. Após essa solução passar por uma etapa de validação estudou-se o mercado potencial, a concorrência e elaborado um modelo de negocio para as startups e desta forma analisando a viabilidade do empreendimento.




A trilha de conhecimento apresentada envolveu vários profissionais da área de sistemas de informação, sendo que os encontros aconteceram quinzenalmente, preparando assim os acadêmicos para o dia da apresentação.

Na noite da apresentação, o coordenador do curso Everton Cezar do Padro deu as boas-vindas e apresentou a banca avaliadora que foi composta pelo Secretário de Desenvolvimento Econômico de Cunha Porã, Srº Ariel Henn, também estava presente a Sócia-Proprietária da Ev Comunicação Elizamara A.N. Staatzmann, e representando a empresa Atitude e Inovação Elevelto Alencar Alves e também o professor Ricardo Hendges.

A primeira apresentação foi realizada pela startup FirstScore que consiste em um site para reunir informações sobre e-sports, sobre campeonatos e times. Permitindo criar uma comunidade de e-sports envolvendo todos cenários competitivos de todos os jogos. Facilitando encontrar novos amigos e participar de campeonatos customizados com seu time e seus amigos.

A segunda apresentação foi a startup Penta Innovation que visa permitir que os pequenos comerciantes consigam divulgar seus produtos na sua cidade.

Na sequência, foi a startup Academy Soft, onde ela aborda que com a pandemia tivemos que mudar diversos hábitos, a fim de se adequar a uma nova realidade. Esse período nos mostrou como somos desorganizados em diversas áreas, e uma delas é o setor de academias que até então não possuía sistemas para a gestão dos horários que é fundamental para tomadas de decisões pelos gestores, personal trainers e donos de academias. Nosso sistema contara com esse e outros recursos para ajudar a academia a ser gerenciada.

E por fim, a startup Reick Soluções, que consiste em um Provador Virtual: sistema que utiliza realidade aumentada para que as pessoas com deficiência consigam provar roupas nas lojas físicas sem ajuda de outra pessoa e sem precisar provar as roupas, possibilitando assim sua independência e tornando o estabelecimento um espaço inclusivo. Ajudando os PCDs, consegue-se englobar todas as pessoas.

A Horus Faculdades parabeniza os acadêmicos pela iniciativa e inovação, bem como agradece a banca examinadora pela participação e contribuição.

Recentes